atti! comunicação e ideias
atendimento@atticomunicacao.com.br / 11 3729.1455 | 3729.1456

Atti comunicação e idéias

Exposição “Lago Eu Sou - Mário Lago um homem do século XX” resgata a vida e a obra de um artista atemporal

Exposição “Lago Eu Sou - Mário Lago um homem do século XX” resgata a vida e a obra de um artista atemporal

Grande parte da vida e da obra de “Mario Lago” será contada em exposição realizada no Museu Nacional dos Correios em Brasília até 01 de junho. “Lago Eu Sou - Mário Lago um homem do século XX” traz imagens superpostas por frases e versos autobiográficos, cartazes, cenas de novelas e peças teatrais, manuscritos, capas de livros e discos, além de figuras e cenários da boemia carioca, amigos, família, troféus.

A exposição e poderá ser visitada até o dia 01 de junho, de terça-feira a sexta, das 10h às 19h e sábado, domingos e feriados das 12h às 18h. Segundo a Coordenadora Geral da Exposição, Mariana Marinho, a concepção da mostra foi executada de modo que o público sinta que está sendo guiado pelo próprio artista. “A sala principal foi concebida como se o próprio Mário Lago estivesse recebendo o público em sua casa”, explica.

O objetivo da exposição é mostrar para as diversas gerações como o ator, compositor e cidadão carioca Mario Lago influenciou e se deixou influenciar pela sociedade em que viveu – a qual chamava de “moldura do meu quadro”, além de firmar a sua memória como um patrimônio atemporal.
A exposição nos leva a um passeio cronológico sobre o desenvolvimento do artista e sua interação com os principais fatos do seu tempo, década a década. Assim, é possível se deparar com episódios históricos como a segunda guerra mundial, retratada por caricatura de J Carlos, o Golpe de 64 - que resultou na demissão de Mário Lago da Rádio Nacional, a Revista Radiolândia, contando a história da inspiração da Música, entre outros.

Quem visitar a exposição também poderá ouvir trechos de programas de rádio das décadas de 40 e 50, ver imagens da novela “Dancing Days” e das séries “O tempo e o Vento” e “Hilda Furacão”. Para completar, alguns dos principais cartunistas brasileiros retratam grandes sucessos musicais de Mário Lago: Paulo Caruso – “Atire a Primeira Pedra”, Ziraldo “Nada Além” e Chico Caruso “Aurora”.

Eu Lago Sou - Mário Lago um homem do século XX” conta com o patrocínio dos Correios, apoio das Secretarias de Educação e Cultura do DF e Hotel Meliã.


Frases de Lago
“Eu era para me chamar Mario de Pádua Jovita Correia do Lago, mas nasci com mais de meio metro e menos de três quilos. Na hora do registro, meu pai pensou: e muito nome pra esse langanho levar pro resto da vida. Esta arriscado a nem vingar... Bota so Mario Lago. E olhe la!”(AFETIVO)

“Quem quiser cante a sua Lapa
Que eu, cá, vou chorar a minha
Lapa, cachaça zurrapa
Muy decadente rainha.” (BOEMIA)

“Eu era Partido, não era do Partido. Nunca assinei ficha de filiação. Sou marxista comunista autônomo.”(POLÍTICA)
Serviço:
Eu Lago Sou - Mário Lago um homem do século XX
Exposição
De 03 de abril a 01 de junho de 2014 - de terça-feira a sexta, das 10h às 19h e sábado, domingos e feriados das 12h às 18h.

Local
Museu Nacional dos Correios
SCS – Setor Comercial Sul, Qd. 4, Bl A, nº 256 - Asa Sul
70304-915 - Brasília - DF
Telefone: (61) 3213-5076
E-mail: museu@correios.com.br
Entrada Franca

atti comunicação
Volta para lista de notícias
atti comunicação e ideias