atti! comunicação e ideias
atendimento@atticomunicacao.com.br / 11 3729.1455 | 3729.1456

Atti comunicação e idéias

“Hoje”, novo filme de Tata Amaral, será exibido pela primeira vez em São Paulo no dia 17 de julho

“Hoje”, novo filme de Tata Amaral, será exibido pela primeira vez em São Paulo no dia 17 de julho

*** O Longa tem como protagonistas Denise Fraga e Cesar Troncoso

*** “Hoje” foi o grande vencedor do 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2011).

*** A sessão faz parte da programação do 7° Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo

“Hoje”, novo filme da cineasta Tata Amaral, protagonizado por Denise Fraga (ganhou prêmio de Melhor Atriz pelo filme no Festival de Brasília) e o uruguaio Cesar Troncoso (“O Banheiro do Papa/ 2007), será exibido pela primeira vez para o público paulistano no dia 17 de julho (terça-feira) às 21h no Memorial da América Latina. A sessão faz parte da programação do 7° Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, que acontece de 12 a 19 de julho.

O longa, inspirado no livro “Prova Contrária” de Fernando Bonassi, retrata a história de Vera (Denise Fraga) ex-militante política que recebe indenização do governo brasileiro pelo desaparecimento do marido, vítima da repressão desencadeada pela ditadura militar brasileira (1964-1985).

Com o dinheiro, ela pode comprar o tão sonhado apartamento próprio e libertar-se da condição de suspensão em que viveu durante décadas, período em que não era sequer reconhecida oficialmente como viúva. Mas, no momento da mudança para o novo lar, Luiz, o marido, volta. O filme é um encontro de amor entre eles .

“Hoje” foi o grande vencedor do 44º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2011). Além do “Candango" de melhor filme, o longa levou o prêmio da crítica e mais 4 estatuetas de melhor fotografia, atriz, direção de arte e roteiro. Este é o quarto longa de Tata Amaral, que dirigiu “Um Céu de Estrelas” (1996), “Através da Janela” (2000) e “Antônia” (2006).

Completam o elenco de “Hoje” João Baldasserini (“Linha de Passe”, de Walter Salles e Daniela Thomas, e do remake “O Astro” , Cláudia Assunção (revelada no longa “O Sol do Meio Dia”, de Eliane Caffé, e está no ar como a Neide da novela “Avenida Brasil”), Lorena Lobato (“O Cheiro do Ralo”, de Heitor Dhalia, e “Hotel Atlântico”, de Suzana Amaral) e o jovem ator Pedro Abhull.

Sobre Denise Fraga

Carioca radicada em São Paulo, Denise Fraga possui formação teatral e mais de 20 anos nos palcos, seis deles na pele da empregada doméstica "Olímpia", da peça "Trair e Coçar é Só Começar", seu maior sucesso no teatro. Estreou na televisão em 1987, na telenovela "Bambolê" e durante cinco anos, a atriz participou do quadro "Retrato Falado", do programa "Fantástico", onde retratava pessoas comuns em situações inusitadas.
No cinema foi premiada como melhor atriz no Grande Prêmio Cinema Brasil e nos festivais de Gramado e de Havana por seu trabalho no longa-metragem "Por Trás do Pano" (1999), dirigido por seu marido, Luiz Villaça. Conquistou também os prêmios de melhor atuação feminina no Festival de Cinema Brasileiro de Miami, por "Cristina Quer Casar" (2003, direção de Luiz Villaça), e no Festival de Brasília, por "Felicidade é..." (1995, episódio "Sonho", dirigido por José Pedro Goulart). Em 2008, a Associação Paulista de Críticos de Arte concedeu-lhe o Prêmio APCA de melhor atriz teatral por sua atuação no espetáculo "A Alma Boa de Setsuan"

Sobre Cesar Troncoso

Nome consagrado no teatro e no cinema uruguaio, Cesar Troncoso acumula no currículo mais de uma dezena de filmes. Foi protagonista do longa-metragem "O Banheiro do Papa" (Cesar Charlone e Enrique Fernández, Brasil/Uruguai/França, 2007), selecionado para a mostra Un Certain Regard, no Festival de Cannes (2009) e vencedor do 35º Festival de Cinema de Gramado nas categorias melhor ator, atriz, roteiro, prêmio da Crítica e Júri Popular.
Atuou também em "XXY" (Lucía Puenxo, Argentina, 2007), vencedor do prêmio “Semana da Crítica” de Cannes (2007) , e nas produções brasileiras "Em Teu Nome" (Paulo Nascimento, 2009) e "Cabeça a Prêmio" (Marco Ricca, 2010).
Troncoso iniciou seus estudos de arte dramática no final dos anos 1980, aos 25 anos de idade. Já atuou em mais de 30 peças teatrais, a maioria delas encenada em lugares não convencionais, como estações de trem e parques. Em 2004, a Associação de Críticos de Teatro do Uruguai o premiou como melhor ator do ano.

Sobre Tata Amaral

Revelada na geração de curtas-metragistas dos anos 1980, a cineasta Tata Amaral é diretora de “Um Céu de Estrelas” (1996), obra que revelou a atriz Leona Cavalli e se tornou um dos títulos mais festejados da chamada retomada do cinema brasileiro, obra premiada nos festivais de Brasília, Boston, Trieste, Créteil e Havana.
Em 2000 dirigiu “Através da Janela”, que rendeu a Laura Cardoso os prêmios de melhor atriz nos festivais de Miami e Cine-PE (Recife). Seu terceiro longa, “Antonia” (2006), gerou a série de mesmo nome produzida pela Rede Globo e indicada ao Prêmio Emmy.
Para o projeto Direções, uma parceria da TV Cultura com o SescTV, em 2009 Tata Amaral dirigiu a minissérie “Trago Comigo”, uma abordagem da ditadura militar brasileira a partir de cenas ficcionais e depoimentos documentais.

SERVIÇO:
Exibição do Filme “Hoje” – Tata Amaral
Quando: 17/07 (terça-feira) às 21h
Onde: Fundação Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664/ Barra Funda – São Paulo SP)
Telefone: 11 3823.4600
*** 7º Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo - 12 a 19 de julho em S. Paulo.

FICHA TÉCNICA
Direção: Tata Amaral
Produção: Tangerina Entretenimento
Co-Produção: Primo Filmes
Produtores: Caru Alves de Sousa e Tata Amaral
Co-produtores: Matias Mariani e Joana Mariani
Produção executiva: Matias Mariani e Rafaella Costa
Roteiro: Jean-Claude Bernardet, Rubens Rewald e Felipe Sholl
Baseado no livro “Prova Contrária”, de Fernando Bonassi
Direção de Fotografia e Câmera: Jacob Solitrenick, ABC
Direção de arte: Vera Hamburger
Montagem: Idê Lacreta
Música: Livio Tragtenberg
Projeto de som: Eduardo Santos Mendes e Luiz Adelmo
Som direto: João Godoy
Direção de produção: Rafaella Costa e Renata Artigas
Elenco: Patrícia Faria
Projeções e vídeo cenário: Bijari
Fotos still: Ding Musa
Tempo de Duração: 83’
Gênero: Drama
Ano de Produção: 2011
Patrocínio: Petrobras, Sabesp, Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de São Paulo
Copatrocínio: Prefeitura da Cidade de São Paulo pela Secretaria Municipal de Cultura através do edital de produção de longa metragem de 2007
Apoio: Governo do Estado de São Paulo, Ancine (Agência Nacional de Cinema) e Ministério da Cultura do Brasil.

atti comunicação
Volta para lista de notícias
atti comunicação e ideias