atti! comunicação e ideias
atendimento@atticomunicacao.com.br / 11 3729.1455 | 3729.1456

Atti comunicação e idéias

"Janaxpacha", primeiro curta brasileiro em 3D, foi filmado em deserto de sal da Bolívia

“Janaxpacha”, obra surrealista filmada nas surpreendentes paisagens do Salar do Uyuni, maior e mais alto deserto de sal do mundo, é o primeiro curta-metragem brasileiro em 3D.

Com direção de Katherina Tsirakis e Dimitre Lucho, o curta narra por meio da dança, a história de Inti, um viajante atormentado que se aventura no deserto onde encontra Thunupa, a guardiã do salar. Durante sua jornada, Inti é capturado por ela, que o coloca à prova ao transformá-lo em um novo homem. Desprovido de memórias, Inti precisa resgatar sua identidade.

Previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2018, “Janaxpacha” já acumula prêmios como Melhor Curta Experimental no Festival FeSanCor (Chile); melhor filme eleito pelo júri estudantil no Festival Courant 3D (França) e melhor filme experimental e melhor Cinematografia no Festival Vacif (Canadá).

A direção de fotografia é assinada por Renato Falcão - conhecido pelos seus trabalhos com animação nos filmes “Rio”, “A Era do Gelo: Big Bang” e “Snoopy e Charlie Brown”, entre outros. A trilha sonora do curta foi idealizada por Beto Villares (“Xingu”, “Entre nós”, “Abril Despedaçado”), juntamente com Érico Theobaldo, e assinam a finalização Ely Silva e José Francisco Neto, da DOT (“Rio Cigano”, “Batchan” e “Trago Comigo”).

Já no elenco, além de Katherina Tsirakis (bailarina, criadora, produtora e diretora do filme), os bailarinos e atores Eros Valério (Cia. Oito Nova Dança, Crepúsculo da Terra Guarani, com Maria Alice Vergueiro e Guilherme Leme, entre outros) e Rodrigo Andreolli (Teatro Oficina Uzyna Uzona, Paraíso sem Consolação, direção de Constanza Macras, CORPO ELÉTRICO, entre outros).

​Trailer oficial: https://www.youtube.com/watch?v=Pw3wj0KCo6M
Curta e acompanhe a trajetória do filme no https://www.facebook.com/janaxpacha3d



**LANÇAMENTO PREVISTO PARA MARÇO DE 2018





Sobre os Diretores



Katherina Tsirakis: além de bailarina na obra, é também criadora, produtora e diretora do filme Janaxpacha. Katherina começou a dançar e se apresentar os 3 anos de idade. Formada em psicologia pela PUC (2012), começou a dirigir obras autorais em vídeo com Ser Mundano (2010, exibido na 29a Bienal de SP, como parte do trabalho da cia. Cavallaria) e Buritizal Mágico, (exibido em festivais no brasil e nos EUA, disponível também na internet); Janaxpacha é seu 3º curta-metragem autoral, no qual, a artista aprofunda sua pesquisa de linguagem: a dança-teatro, inspirada em Pina Bausch, transposta à investigação da dança-cinema.

Em 2014 a artista viveu em Nova Iorque onde realizou um solo de dança Água (provisoriamente intitulado na época como La Mamma Morta, em parceria com músicos locais da ópera) e participou também do programa de treinamento Limón e Gaga.

Antes dessa incursão pelos EUA, no Brasil ela performou em colaboração com diretores renomados como: Marina Abramovic, Beto Brant, Antônio Araújo, Alejandro Ahmed, Zé Celso Martinez. Já foi assistente de direção da cia. de dança Cavallaria e cofundadora da cia. PAY. Participa desde a adolescência de cursos pelo mundo, como Impulsetanz em Viena, summer workshop com cia. Les Ballets C de la B em Ghent na Bélgica, cinema em Praga.

Em 2017 dirigiu dois videoclipes do cantor e compositor Jorge Tupiniquin que estão prestes a ser lançados. Um deles: Baião Transcendental. Atualmente escreve o roteiro do longa chamado provisoriamente de Cinto D'água com a mesma pesquisa de linguagem que inclui a dança na sua pesquisa cinematográfica. Seu próximo curta Rei dos Lobos deve estrear em 2018, filmado nos EUA e Brasil.



Dimitre Lucho: trabalhou em longas-metragens como "A Festa de Margarette", de Renato Falcão. Estudou cinema na PUC do Rio Grande do Sul, onde escreveu, dirigiu e montou o curta-metragem "Pela Rua", vencedor do prêmio JOSÉ LEWGOY de melhor roteiro. Reside em São Paulo desde 2009, onde trabalhou como coordenador de finalização dos longas-metragens "Enquanto a Noite não Chega", de Beto Souza, e "Chico Xavier", de Daniel Filho. Trabalhou como roteirista nos documentários de longa-metragem "Argus Montenegro", de Pedro Isaias, "Pra lá do Mundo", de Roberto Studart e "Surfar é Coisa de Rico", de Guga Sander.

A Produtora

A Carmela Conteúdos é um bureau de criação e produção de conteúdo audiovisual para as mais diversas plataformas. Sua paixão está em desenvolver e produzir projetos para TV e Cinema, sempre com foco em contar boas histórias com primor técnico e artístico.

Em suas produções mais recentes estão o documentário Na Cabeça do Cachorro (2017), documentário gravado na Amazônia sobre o encontro da medicina tradicional e a medicina indígena; o curta-metragem Janaxpacha (2016), filme surrealista captado em 3D no salar do Uyuni na Bolívia; e a série Sobre Crimes e Castigos - Idade Penal (2015) que contém entrevistas com especialistas do Direito sobre a proposta de redução da maioridade penal.

Entre suas obras que serão lançadas em breve estão o documentário Soledade, sobre uma cidade do interior de Minas Gerais que abrigou, de forma inusitada, grandes distribuidoras cinematográficas americanas; o curta-metragem King of Wolves, filme surrealista captado em um deserto no estado americano de Utah; e o documentário Sobre Crimes e Castigos, que investiga a violência no Brasil democrático expressa por seu sistema de Justiça criminal. Ainda em fase de desenvolvimento se destaca o projeto de longa-metragem de animação Nina e o documentário Matriz.



FESTIVAIS E PRÊMIOS

Primeiro lugar como "Melhor Curta Experimental" no festival FeSanCor (http://fesancor.cl/), no Chile; concorrendo com os curta-metragens "Opera China", de Mathias Woo e Tobias Gremmler (Coreia do Sul) e "El Mundo de Donya", de Iran.
Melhor filme eleito pelo júri estudantil no festival Courant 3D (http://www.courant3d-filmfest.com/fr/accueil/), na França; concorrendo com os filmes: "Eine Villa mit Pinien", "Le Langage des cactus", "Upside Down Revolution" e "The Plume".
Festival Vacif premiado como melhor filme experimental e melhor Cinematografia.( https://vacif1.wixsite.com/vancif) no Canadá; onde concorreu com os filmes experimentais "Crocevia", de Salvatore Insana (Itália); "Faint", de Natalie Plakura (Alemanha); "Fire Watere Arth Air And Time", de Maria Reinhardt-Szyba (Alemanha); "Julissa On The Ricks", de Tatum Mccarthy (Canadá); "Sculpt The Motion", de Devis Venturelli (Itália); "The Plates", de Manasterny Maria (Alemanha); e "Transitions" de Ana Barroso (Portugal).


FICHA TÉCNICA RESUMIDA

Atores/bailarinos - Eros Valério, Rodrigo Andreolli

Atriz/bailarina - Katherina Tsirakis

Roteiro e Direção - Dimitre Lucho e Katherina Tsirakis

Direção de Fotografia - Renato Falcão

Produção Executiva - Daniela Conde, Flávia Dib Amado e Katherina Tsirakis

Música - Beto Villare e Érico Theobaldo

Color Grading - Ely Silva

Direção Geral finalização 2D e 3D - Jose Francisco Neto, ABC








atti comunicação
Volta para lista de notícias
atti comunicação e ideias