atti! comunicação e ideias
atendimento@atticomunicacao.com.br / 11 3729.1455 | 3729.1456

Atti comunicação e idéias

IN-EDIT BRASIL 7  - Festival Internacional do Documentário Musical abre nesta quarta (01/07)

IN-EDIT BRASIL 7 - Festival Internacional do Documentário Musical abre nesta quarta (01/07)

* James Brown, Elliott Smith, Nas, Alice Cooper, Slint, Elza Soares, Premê, Carlos Imperial, Spandau Ballet, Racionais MC's, The Clash e muito mais

*" Paco de Lucía: La Búsqueda", de Curro Sánchez, abre o festival em SP

*Homenagem ao diretor Murray Lerner, vencedor do Oscar de melhor documentário em 81

*Especial: estreia de "Sem dentes: Banguela Records e a Turma de 94", filme de Ricardo Alexandre + show da banda Autoramas com Set List especial para o Festival.

* músico britânico de improviso Tony Bevan convida Mauricio Takara (SP Underground e Hurtmold)

* Shows das bandas O Terno e Premê (Premeditando o Breque) + DJ Session

* Feira IN-EDIT BRASIL de Vinil + Feira In-Edit de Fanzine



O IN-EDIT BRASIL - Festival Internacional do Documentário Musical chega à sua 7ª edição e acontece de 01 e 12 de Julho, no CineSesc, Cinemateca Brasileira, Cine Olido, Centro Cultural São Paulo (CCSP) e Matilha Cultural, em São Paulo, e de 14 a 19 de julho, na sala Walter da Silveira, em Salvador.

O evento, que celebra a ótima fase dos documentários musicais produzidos no mundo inteiro, traz ainda debates, sessões ao ar livre, encontros, Cinema da Vela, shows, dj session, além de feira de Zine e feira de Vinil.

Com patrocínio master da Riachuelo, patrocínio da Petrobras e copatrocínio da Prefeitura Municipal de São Paulo, o evento é uma correalização da In Brasil Produção Cultural, SESC-SP, Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura.

O IN-EDIT BRASIL é o primeiro festival dedicado exclusivamente ao gênero do documentário musical no país. Fundando em 2003 em Barcelona, Espanha, o festival acontece no Brasil desde 2009.


SESSÃO DE ABERTURA

Paco de Lucía: La Búsqueda, de Curro Sánchez, abre o IN-EDIT BRASIL 2015 no dia 01 de julho, no CineSesc, em São Paulo. Um dos maiores nomes da guitarra flamenca é visto no documentário dirigido e produzido por seus filhos. Paco de Lucía rompeu os limites de seu instrumento, levando o flamenco aos palcos mais importantes do mundo. O filme, que já bateu recorde de venda na Espanha, ganhou o Prêmio Goya de Melhor Documentário e será exibido pela primeira vez no país na programação do IN-EDIT BRASIL.

COMPETIÇÃO NACIONAL

A competição nacional apresentará 5 títulos de longa-metragem nesta edição, sendo que o filme vencedor, eleito pelo Júri, entrará no circuito In-Edit de festivais.

São eles: Eu sou Carlos Imperial, filme de Renato Terra e Ricardo Kalil, que mostra a figura de Carlos Imperial, criador de programas de televisão, um dos pioneiros do Rock'n'Roll no Brasil, compositor de grandes sucessos e que lançou as carreiras de Roberto Carlos, Elis Regina, Wilson Simonal, Ronnie Von, entre outros; My name is now, Elza Soares, de Elizabete Martins Campos, um retrato visceral, lúcido, forte e sincero de uma das maiores cantoras do país; Samba e Jazz, de Jefferson Mello, que traça um paralelo entre o Samba do Rio de Janeiro e o Jazz de New Orleans através do carnaval; Yorimatã, do diretor Rafael Saar, sobre Luli e Lucina, que formaram uma das duplas mais criativas e talentosas da música popular no Brasil; e Premê, Quase Lindo, filme de Alexandre Sorriso e Danilo Moraes, sobre a banda Premeditando O Breque, ícone da vanguarda paulistana que está há 40 anos na estrada.

MOSTRA BRASIL + BRASIL.DOC + CURTAS

O IN-EDIT BRASIL apresenta uma seleção de 19 documentários com diversos temas e ritmos dos quatro cantos do país no Panorama Brasil, Brasil.Doc e Curtas. O samba e o frevo estão em destaque nos filmes Guardiões do Samba(de Eric e Marc Belhassen), Samba Lumière (de Pedro Abib), e Sete Corações (de Dea Ferraz). A conexão entre o São Luis (MA) e a Jamaica através do Reggae no doc Sintonizah, de Lecuk Ishida e Willy Biondani; a cena funk de Uberlândia em destaque no filme É o Fluxo, de Roberto Camargos e João Augusto; a música de Itamar Assumpção emReverberações - Itamar Assumpção, filme de Claudia Pucci e Pedro Colombo; a trajetória de um dos maiores expoentes da cultura negra e do hip hop no Brasil no documentário Racionais MC's - 25 anos no movimento, de Bia Bem; e muito mais.
Já os curtas, podemos destacar Araca - O samba em pessoa, de Aleques Eiterer, sobre a cantora e conhecida jurada do programa do Silvio Santos, Aracy de Almeida; no documentário Iburi: Trompete dos Ticuna, o diretor Edson Matarezio mostra o processo de construção e execução do trompete Iburi é um dos rituais mais importantes para a tribo dos índios Ticuna; simulando situações que poderiam ser reais mas evidentemente são falsas, o grupo paulistano O Terno aparece no famoso programa Classic Albums, da televisão inglesa BBC 4 no filme O Terno - Classic Album, deFelipe Arrojo Poroger. (lista completa anexada)

ESPECIAL

Estreia nacional do documentário Sem Dentes: Banguela Records e a Turma de 1994’, de Ricardo Alexandre. O Banguela Records, um selo independente criado pelos Titãs ao lado do produtor Carlos Eduardo Miranda, com financiamento e distribuição da gravadora Warner Music, teve história curta e marcante, lançando os Raimundos (o primeiro disco de ouro de um selo indie no Brasil), Mundo Livre S/A, Little Quail & The Mad Birds, Maskavo Roots e Graforreia Xilarmônica, além do projeto paralelo dos titãs Branco Mello e Sergio Britto, o barulhentíssimo trio Kleiderman, entre outros. Ali também cristalizou-se a identidade musical daquela geração, o cruzamento de influências brasileiras processadas com o que de mais moderno se fazia no rock internacional.


FILMES INTERNACIONAIS

Em 2015, o festival traz uma seleção com 30 títulos internacionais inéditos no circuito comercial e em festivais no IN-EDIT BRASIL.

Um dos destaques desta edição é o documentário Mr. Dynamite: The Rise of James Brown, do aclamado diretor Alex Gibney - vencedor do Oscar de melhor documentário em 2007 - e produzido por Mick Jagger. O filme mostra o início da carreira de Brown até seu envolvimento com a luta pelos direitos civis nos Estados Unidos, com entrevistas e imagens inéditas.

Conhecido como um dos maiores talentos de sua geração, Elliott Smith não era um cara comum. Propenso à depressão e solidão, o músico e compositor norte americano acabou sendo catapultado para a fama, ao ser indicado ao Oscar de melhor canção original com o filme “Gênio Indomável”. No documentário Heaven adores you, de Nickolas Rossi, também inédito no país, podemos conhecer melhor o personagem, seus problemas, suas ilusões, seu entorno e sua carreira meteórica.

Na programação, os filmes Angels & Dust, de Héctor Herrera, sobre o Dj Profesor Angel Dust, que é um dos pioneiros da cultura clubber na Europa, e sua prisão por tráfico de drogas no Panamá; Super Duper Alice Cooper, de Reginald Harkema, Scot McFadyen e Sam Dunn, sobre a dupla personalidade de um dos maiores rockstars, Alice Cooper;Breadcrumb Trail, de Lance Bangs, sobre a cultuada banda Slint, com imagens de ensaios, de shows raríssimos e depoimentos de músicos como Kim Deal, Ian Mackaye e o produtor Steve Albini; B-Movie: Lust & Sound in West-Berlin 1979-1989, Jörg A. Hoppe, Heiko Lange e Klaus Maeck, um retrato nostálgico de Berlim, que vai da cena underground à Gay Parade, até a caída do muro; a influência da moda no Hip Hop e vice-versa em Fresh Dressed; um dos maiores nomes do Rap mundial em Nas: Time is Illmatic, de One9; a trajetória do Spandau Ballet, banda pop dos anos 80 em Soul Boys Of The Western World, filme de George Hencken; a cena Punk-Hardcore de Washington DC contada por seus protagonistas em Salad Days: A Decade Of Punk In Washington, DC (1980-90), filme de Scott Crawford; a Sarah Records produziu diversos artistas novatos, lançou singles com um cuidadoso projeto gráfico, fazendo a própria distribuição e o relacionamento com os fãs.

Um sonho Indie que durou 100 lançamentos e que deixou muita gente com saudades que pode ser conferido em My secret world: the story of Sarah Records, de Lucy Dawkins. Alive Inside, filme de Michael Rossato-Bennett, que levou o Prêmio do Público em Sundance 2014, fala sobre o uso da música na recuperação da memória e de algumas disfunções mentais por Dan Cohen, fundador da ONG Music & Memory; Jaco, de Stephen Kijak e Paul Marchand (produzido por Robert Trujillo, Metallica) que conta a trajetória do grande baixista Jaco Pastorious que atuou como banda líder e participou do Weather Report; The Damned: Don't You Wish That We Were Dead, de Wes, Orshoski que retrata a banda inglesa depois de 40 anos de estrada.

Completam a programação:

Autoluminescent: Rowland S. Howard , de Richard Lowenstein e Lynn-Maree Milburn (ex-guitarrista do The Birthday Party e parceiro de Nick Cave)

Basically, Johnny Moped, de Fred Burns (Johnny Moped);

Broken Song, de Claire Dix (Hip Hop na Irlanda);

Don't think I've Forgotten: Cambodia's Lost Rock And Roll, de John Pirozzi (Rock no Camboja);

I Need a Dodge: Joe Strummer On The Run, de Nick Hall (líder do The Clash);

Keep on Keeping on, de Alan Hicks (Clark Terry, lenda no mundo do Jazz, e o pianista cego Justin Kauflin);

Mateo , de Aaron I. Naar (Matthew Stoneman é o Gringo Mariachi);

Sumé: The Sound of a Revolution, de Inuk Silis Hoegh (Rock da Groenlândia);

Super Duper Alice Cooper, de Reginald Harkema, Scot McFadyen e Sam Dunn (Alice Cooper)

Taking The Dog For A Walk, de Antoine Prum (cena de Música Improvisada na Inglaterra)

The Case of The Three Sided Dream, de Adam Kahan (multi-instrumentista Rahsaan Roland Kirk)

The Death & Resurrection Show, de Shaun Pettigrew (Killing Joke)

The Possibilities are endless, de James Hall, Edward Lovelace (Banda escocesa The Orange Juice e considerado o documentário musical inglês em mais destacado de 2014 segundo a crítica)

Un lloc on caure mort, de Miguel Ángel Blanca e Raúl Cuevas (Vencedor do In-Edit 2014 de Barcelona)

We Don't Wanna Make You Dance, de Lucy Kostelanetz (banda Miller, Miller, Miller & Sloan)


MURRAY LERNER - HOMENAGEADO

O diretor e escritor norte americano Murray Lerner é o grande homenageado da 7ª edição do IN-EDIT BRASIL -Festival Internacional do Documentário Musical.

O festival celebra sua obra e traz cinco importantes títulos na programação. Entre eles, o grande vencedor do Oscar de melhor documentário em 1981, From Mao to Mozart: Isaac Stern in China. O filme mostra a entrada da cultura ocidental no extremo oriente através da apresentação do violinista Isaac Stern, que foi convidado para tocar com a Orquestra Sinfônica Nacional da China dirigida na época por Li Delun.

No documentário Festival!, Lerner faz um registro das edições de 1963 a 1965 do Newport Folk Festival, considerado um dos pioneiros dos grandes eventos musicais. O resultado são apresentações lendárias de nomes como Johnny Cash, Joan Baez, Pete Seeger, Peter, Paul & Mary, Odetta, Son House, Howlin' Wolf e muitos outros além do depoimento de quem estava ali. O projeto, que foi considerado muito ambicioso para época, rendeu uma indicação ao Oscar em 1967.

Em The Other Side of the Mirror: Bob Dylan at the Newport Folk Festival, o diretor acompanha a evolução de Bob Dylan como músico e como figura pública durante as edições de 63, 64 e 65, do Newport Folk Festival. Das canções tradicionais à grande polêmica pela utilização da guitarra elétrica e seu auge como artista.

Depois de ter gravado a Ópera Rock Tommy e triunfado no festival de Woodstock, o grupo The Who chega ao verão de 1970 em plena forma. Um de seus grandes shows pode ser visto em Listening to You: The Who at the Isle of Wight 1970, um documento histórico em que a banda apresenta um set cheio de energia e atitude com diversos clássicos.

Já em Blue Wild Angel: Jimi Hendrix Live at the Isle of Wight 1970, Jimi Hendrix faz seu último show na Inglaterraduas semanas antes morrer, no dia 31 de agosto de 1970, fechando o Isle of Wight Festival. O guitarrista subiu ao palco junto com Mitch Mitchell (bateria) e Billy Cox (baixo) para uma apresentação destruidora. Neste importante registro, vemos essa despedida de Jimi Hendrix do país que lhe converteu em mito.


EVENTOS ESPECIAIS

O IN-EDIT BRASIL apresenta uma série de eventos especiais em 2015, como shows, debates, encontros, além da Feira In-Edit de Vinil, no dia 9/7 e da Feira In-Edit de Zine, no dia 11/7 para fãs, curiosos e colecionadores. Ambos na Cinemateca Brasileira.

EVENTOS ESPECIAIS: MÚSICA

A banda Autoramas faz uma apresentação especial no dia 04/07, às 19h, na sala Olido. Neste show, o grupo faz alusão ao filme “Sem Dentes” sobre o Banguela Records, que está sendo lançado no festival. A banda está preparando um Set List especial para a ocasião.

O músico britânico Tony Bevan, dedicado à música de improviso e personagem do filme Taking the Dog For a Walk, recebe o brasileiro Mauricio Takara (SP Undergound, Hurtmold) para uma jam, no dia 07/07, às 21h, na Matilha Cultural. Já o trio paulista O Terno, tema de curta exibido no festival, se apresenta no dia 09/07, às 18h30, na Matilha Cultural.

Em uma de suas seletas e muito aguardadas aparições em palcos paulistas, o grupo Premê (Premeditando o Breque), marco da música de vanguarda, invade o “IN-EDIT BRASIL” para um show muito especial, no dia 10/07, às 19h, no CCSP. No repertório, algumas de suas melhores interpretações como “São Paulo, São Paulo”, “Pinga com Limão”, “Marcha da Kombi”, “Drama de Angélica”, “Baião”, “Absurdo”, e muitas outras. Além da formação original, que inclui Wandi Doratiotto, Mário Manga, Claus Petersen e Marcelo Galbetti, o show conta com a participação especial de Danilo Moraes (diretor do documentário “Premê. Quase Lindo”), Adriano Busko e Igor Lintz Maués.

E no dia 12/07, às 18h, acontece o encerramento do IN-EDIT BRASIL 2015 na Cinemateca Brasileira com a discotecagem dos DJs Flávia Durante e Hector Lima, que convidam o público para dançar com set lists que repercutem filmes exibidos nesta edição do festival.



EVENTOS ESPECIAIS - DEBATES

O tradicional evento Cinema da Vela, que promove debates informais com cineastas, artistas, jornalistas e produtores no saguão do CineSesc, discutirá o documentário musical brasileiro, sob as perspectivas artísticas, comerciais e como instrumento de difusão de um acervo cultural importante: a música popular brasileira. O evento acontece no dia 02/07, às 19h30, no Cinesesc.

One9, diretor do filme Nas, Time is Illmatic, em exibição no festival, conversa com Rodrigo Brandão (conhecido pelos trabalhos com Zulumbi, Mamelo Sound System e Ekundayo Raps), no dia 05/07, às 18h30, na Matilha Cultural, sobre o filme, o rapper norte-americano Nas, a música e a cultura hip-hop.


EVENTOS ESPECIAIS - “SOM NA TELA”
(SESSÕES AO AR LIVRE NA CINEMATECA)

O evento Som na Tela! vem realizar um desejo antigo dos programadores do IN-EDIT BRASIL: exibir na área externa da Cinemateca shows históricos em registros não menos antológicos. Um convite para o público assistir ao filme como se estivesse na apresentação ao vivo.

Para o Festival é uma honra abrir esta série com 2 grande momentos do rock ‘n roll captados pelas lentes de Murray Lerner, diretor homenageado desta edição, no Festival da Ilha de Whigt, em 1970. No dia 09/07, às 20h, será exibido o filme Blue Wild Angel - Jimi Hendrix Live At The Isle Of Whigt 1970 que traz uma das mais incendiárias apresentações da carreira de Jimi Hendrix, a última na Inglaterra, país que criou sua lenda. Já no dia 11/07, às 20h, é a vez de Listening To You – The Who Live At The Isle Of Whigt 1970, que cobre a performance energética do The Who, logo após a consagração de sua inovadora opera rock Tommy, transformada filme pelas mãos diretor Ken Russel cinco anos mais tarde.

EVENTOS ESPECIAIS - FEIRAS

A Feira In-Edit de Vinil acontece no dia 09/07, das 13 às 19h, na Cinemateca Brasileira. O evento é dedicado aos fãs, colecionadores e público em geral reunindo alguns dos mais importantes expositores e vendedores de vinil da cidade.

Já no dia 11/07, das 13h às 19, também na Cinemateca Brasileira, é a vez da Feira In-Edit de Fanzine. O evento que também é para fãs, colecionadores e público em geral reúne alguns dos mais tradicionais expositores e vendedores de Fanzines da cidade.


ENCONTROS COM DIRETORES

03/07 – CINESESC
Elizabete Martins Campos, diretora de My Name is Now, Elza Soares, apresenta sessão do filme.

04/07 – CINEMATECA BRASILEIRA
Rafael Saar, diretor de Yorimatã, apresenta sessão do filme.

04/07 – CINEMATECA BRASILEIRA
Jefferson Mello, diretor de Samba e Jazz, apresenta sessão do filme.

04/07 – CINEMATECA BRASILEIRA
Alexandre Sorriso e Danilo Moraes, diretores de Premê, Quase Lindo, apresentam sessão do filme.

04/07 – CINE OLIDO
One9, diretor de Nas – Time is Illmatic, apresenta sessão do filme.

04/07 – MATILHA CULTURAL
Ruth Slinger, diretora de Todo Mundo Dança e Última Chamada apresenta os filmes e conversa com público ao final da sessão.

05/07 – CINESESC
Ricardo Calil, diretor de Eu Sou Carlos Imperial, produtor, apresenta sessão do filme.

05/07 – CINEMATECA BRASILEIRA
Ricardo Alexandre, diretor de Sem Dentes, e Alexandre Petillo, produtor, apresentam sessão do filme, seguida de debate.

07/07 – MATILHA CULTURAL
Tony Bevan, músico e personagem do filme Taking the Dog for a Walk, apresenta sessão do filme.

08/07 – CINESESC
Paul Marchand, diretor de Jaco, apresenta sessão do filme.

11/07 – CINE OLIDO
Wes Orshoski, diretor de The Damned – Don’t You Wish That We Were Dead, apresenta sessão do filme.

www.in-edit-brasil.com

Serviço:
IN-EDIT BRASIL - 7º Festival Internacional do Documentário Musical
de 01 a 12 de julho, em São Paulo.
Salas: CineSesc, Cinemateca Brasileira, Cine Olido, Centro Cultural São Paulo (CCSP, Sala Paulo Emilio Sales Gomes) e Matilha Cultural.

Ingressos:
CineSesc - R$ 12,00 l R$ 6,00 l R$ 3,50
Cine Olido - R$ 1,00 l R$ 0,50
Centro Cultural São Paulo - R$ 1,00 l R$ 0,50
Matilha Cultural - Gratuito
Cinemateca Brasileira - Gratuito

Salvador: de 14 a 19 de julho
Na sala Walter da Silveira
Rua General Labatut, nº 27, subsolo, Barris, Salvador - BA
Ingresso: R$ 6,00

CARTELA DE APOIADORES, PARCEIROS E REALIZADORES

PATROCÍNIO MASTER: Riachuelo

PATROCÍNIO: Petrobras

COPATROCÍNIO: Prefeitura Municipal de São Paulo

PARCERIA CULTURAL: Cinemateca Brasileira, Matilha Cultural

PARCERIA DE MÍDIA: Folha SP, Editora Trip, UOL, Canal Brasil

PLAYER OFICIAL: Rdio

APOIO: Bar Genial, Bossa Estudio, Casinha Mineira, Le Repas Bistrot, Mercearia do Conde, Riviera Bar, Tanger, Vinheria Percussi, Z Deli, Zeffiro.


REALIZAÇÃO:
In Brasil Produção Cultural
SESC – Serviço Social do Comércio
Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura.



atti comunicação
Fonte: http://in-edit-brasil.com
atti comunicação
Volta para lista de notícias
atti comunicação e ideias